P

A

X

HISTORIA

Uma comunidade, nascida em 1921, no Mosteiro de Betânea na Bélgica, em Loppem-Bruges, viria a ser a origem de uma nova Congregação, dentro da Ordem de S Bento: A Congregação das monjas beneditinas da Rainha dos Apóstolos .

De Betânea, em 1937, vieram para Portugal 5 monjas, 3 das quais portuguesas, iniciando a construção do Mosteiro actual. Assim, pois, tanto o Mosteiro como a Congregação são relativamente recentes, integrados em 15 séculos de história da vida monástica beneditina.

A pequena comunidade estabeleceu-se nas Quintãs aqui perto, enquanto se escolhia e local e se tratava do projecto do futuro mosteiro… e pouco mais de um ano depois, a 11 de Fevereiro de 1937 foi benzida a primeira pedra do novo mosteiro… tendo o projecto sido entregue ao arquitecto Raul Lino, que tentou dar á construção um ar “monástico” e ao mesmo tempo profundamente português.

A comunidade – já composta por 14 irmãs – deixa definitivamente as Quintãs a 5 de Março de 1939, dando entrada solenemente num mosteiro ainda em construção, mas minimamente habitável, … onde a cozinha começou por ser feita ao ar livre.

Quase 80 anos depois da sua fundação, a comunidade do mosteiro de Santa Escolástica é constituída por 18 irmãs, e dela depende a pequena casa de São Bento no Huambo, Angola.